Unidos.News
Bootcamp de programação

O que é back end, para que serve e como aprender em 2021

É mais comum que esse profissional seja requisitado em empresas menores, com uma demanda menor de tecnologia, ou que ele atue como um curinga em determinados projetos para integrar os departamentos. Ao contrário do bootcamp de programação, o Desenvolvedor Front-End é o responsável por criar e gerenciar interfaces, pensando tanto na parte visual quanto nas funcionalidades da página com as quais o usuário tem contato direto. A plataforma DevMedia está no mercado de ensino de
programação há 20 anos e com isso conhece o melhor caminho para você se tornar
um programador e conseguir entrar para o mercado de trabalho. É o Back-end que adiciona, busca, edita ou apaga as informações do banco de dados. Muitas pessoas acham que para se tornar um programador Front-end é necessário ter boas noções de design. Salário médio de um desenvolvedor backend é de R$ 5.833/mês, de acordo com o Indeed.

back-end

Sua sintaxe é semelhante a C/C++, mas o Go também oferece segurança de memória, coleta de lixo e outros recursos que o tornam ótimo para programação de back-end. As tecnologias de back-end são uma combinação de servidores, aplicativos e bancos de dados. Além disso, o mercado de trabalho para desenvolvedores Back End é bastante promissor. Com o avanço da tecnologia e o aumento da demanda por aplicações web e móveis, há uma grande procura por profissionais qualificados nessa área. Dominar o desenvolvimento Back End pode abrir portas para oportunidades de emprego e crescimento na carreira.

Conclusão: O que é backend

Há raras exceções em que isso pode, de fato, ocorrer, mas a verdade é que a área de tecnologia da informação está dividida em algumas micro disciplinas que, juntas, compõem o que conhecemos como desenvolvimento web. Quando falamos em desenvolvimento de software, é comum que os mais leigos imaginem que uma aplicação é programada por apenas um profissional que é capacitado a estruturá-la em todos os seus pormenores. A didática deles foi muito interessante e trouxe novas funcionalidade ao JS. Outro item é que o pessoal da edição das videoaulas precisa dar uma olhada com carinho, pois tinham alguns erros e a instrutora batia palmas no meu da aula e não foi editado estas partes. A quantidade de dados disponíveis para as empresas está crescendo exponencialmente. Cientistas de dados que podem transformar esses dados brutos em insights valiosos são altamente valorizados e bem pagos.

O salário médio de um desenvolvedor Go é de R$ 5.882/mês, segundo o glassdoor. O Ruby é uma linguagem open source, que significa que pode ser modificada e construída em cima. O salário médio de um desenvolvedor .NET é de R$ 3.684,00, de acordo com o Vagas. Os programadores no Stack Overflow elogiaram essa linguagem pela sua “sintaxe maneira”.

Curso de Desenvolvedor: Valorize sua Carreira na Tecnologia

A programação em backend pode tanto orientada a objetos/object-oriented (OOP) ou funcional. Como mencionado acima, o backend é o que faz com que a internet continue funcionando pelos bastidores. Ruby pode ser usado na construção de aplicações back-end e web, com o auxílio do framework Ruby on Rails. Para que uma máquina possa compreender essas linguagens é necessário fazer uso de um compilador, que traduzirá a linguagem de alto nível para a de baixo nível. A linguagem C não oferece muito suporte a conexão com redes e não apresenta recursos avançados de segurança. Desse modo, é possível listar, editar, deletar e registar novas informações.

O salário médio de um desenvolvedor PHP é de R$ 2.360,00, de acordo com o Vagas. O salário médio de um desenvolvedor Java é de R$ 3.745,00, https://www.portalonorte.com.br/concursos-e-empregos/por-que-investir-em-um-bootcamp-de-programacao-em-vez-de-cursos/123213/ de acordo com o Vagas. Se você quiser aprender mais sobre o que faz uma pessoa da área de TI, confira este artigo da Trybe sobre o assunto.

O que acontece no desenvolvimento em back-end?

Continue lendo para saber mais a fundo sobre suas linguagens de programação. As linguagens back end podem ser escritas tanto de forma estática ou dinâmica. O primeiro é mais rígido, mas melhor para encontrar erros, onde que o último é mais flexível, mas permite com que as variáveis mudem os tipos (no qual pode contar com erros inesperados). Neste artigo, aprendemos mais sobre as linguagens back-end, que nada mais são do que diversas linguagens que podem ser usadas para a construção de aplicações back-end.

Esse profissional é responsável por construir a estrutura lógica e funcional de uma aplicação web ou sistema, lidando com a lógica de programação, banco de dados e integrações com outros sistemas. Em conjunto com o desenvolvedor front end, que lida com a parte visual e interativa, o desenvolvedor back end garante que a aplicação funcione corretamente, seja segura e eficiente. As linguagens de programação backend lidam com os bastidores das funcionalidades das aplicações web. É o código que conecta a internet com o banco de dados, gerencia as conexões dos usuários e alimenta a aplicação web. O backend trabalha em conjunto com o frontend para entregar o produto para o usuário final.

Notas relacionadas

Teste de software: o que é, importância e como fazer? O GUIA Insights para te ajudar na carreira em tecnologia Blog da Trybe

Unidos News

O Que Faz Um Desenvolvedor Full Stack Python: Conheça As Habilidades E Responsabilidades Dessa Profissão Em Alta No Mercado De Tecnologia

Unidos News
Cargando....

Este sitio web utiliza cookies para mejorar su experiencia. Suponemos que está de acuerdo con esto, pero puede excluirse si lo desea. Aceptar Leer más

Política de privacidad y cookies